fbpx

Entrevista – Herlan Elias da Silva – Técnico da Seleção Pernambucana de Poomsae

 em entrevistas

Seu nome é Herlan Elias da Silva (32), professor de Taekwondo e  Técnico da Seleção Pernambucana de Poomsae.

Ele será nosso primeiro entrevistado aqui no site, vamos ficar sabendo como foi criada a seleção que representa Pernambuco, suas conquistas e outras curiosidades.

Caso tenham alguma sugestão de próximo entrevistado, por favor entre em contato através de nosso formulário 🙂

Boa leitura!

1 – Obrigado por nos dar a oportunidade dessa entrevista, poderia nos contar qual sua graduação e tempo de treino no Taekwondo?

Eu que agradeço a oportunidade, sou 3 Dan, tenho 20 anos de prática.

2 – Como você conheceu o Taekwondo? Como foi o seu começo?

Meu primeiro contato foi com uns 12 de idade com um amigo de escola que praticava Taekwondo na academia fênix do mestre João Batista, ocasionalmente conversando com ele despertou minha curiosidade em saber mais e posteriormente em iniciar a prática, tanto que fui em sua casa a convite dele para iniciar minha prática e posteriormente iniciei na academia fênix.

3 – O que o Taekwondo te trouxe de bom?

Muito do que sou hoje devo as artes marciais e principalmente ao Taekwondo que fortaleceu minha mente, meu corpo e meu espírito com muito treinos, estudos, muitas amizades que fiz e faço no Taekwondo me ajudam ser uma pessoa cada vez melhor e companheira.

4 – De onde veio a ideia de formar uma seleção Pernambucana de Poomsae?

Foi em meados de 2016 quando vi postagem do mestre Evandro divulgando seus seminários de poomsae, pois sou também professor de Kung Fu e meu mestre valorizava os katis( formas) sendo a essência de cada modalidade, também meu mestre de Taekwondo na ocasião também falava da importância do poomsae e assim fui me interessando cada vez mais e mais, buscando meios de me capacitar para assim iniciar um meu trabalho em prol do poomsae.

4.1 – Qual sua responsabilidade dentro dela?

Desde que vi a necessidade de alguém encabeçar o trabalho, tomei para mim essa responsabilidade de buscar conhecimento e assim fomentar ações para divulgar e implantar o poomsae aqui em Pernambuco e no nordeste.
Hoje sou técnico da seleção Pernambucana  e o primeiro arbitro de poomsae do nordeste atualmente.

5 – Quais os desafios que você enfrenta para manter sua seleção (custos de torneio, treinamento, etc.), você ou seus atletas tem algum patrocínio ou tudo sai do seu bolso?

O primeiro e maior desafio são os próprios praticantes q não tem informações sobre o poomsae e suas regras oficiais, mesmo muitos mestres falam que o Poomsae é a essência do Taekwondo, mais na maioria das vezes não apoiam e nem ajudam a modalidade crescer.
Outro desafio é participar das competições nacionais, pois na maioria vezes acontecem eixo Rio/São Paulo e assim dificultando nossos atletas a participar devidos os altos custos como passagens, hospedagem e outros, não tendo apoio financeiro( patrocínio ) seja de empresas ou do governo, assim tendo que nos mesmo através de ajuda de familiares, amigos com venda de rifas, chaveiros e outros pra assim garantir nossa participação nas competições oficiais.

6 – As regras sempre mudam um pouco, inclusive os próprios Poomsaes, como vocês fazem para ficar de acordo com o padrão atual?

Sempre busco meios de me manter informado sobre essas atualizações através de mídias sociais, amigos do meio e participando sempre que possível de seminários, cursos.

7 – Poderia nos explicar o treinamento de sua seleção?

Nossos treinamentos são cerca de 2 no mês, em período de preparação de competição treinamos aos fins de semana, sempre focando na precisão técnica e ajustando a performance ( apresentação) para assim ter o melhor resultados.

8 – Qual o motivo em seu ponto de vista do crescimento dos Poomsaes nos campeonatos? Eu percebi que existe muito mais procura por essa modalidade do que antigamente.

Como falei anteriormente, o poomsae é a essência do Taekwondo e sendo assim os praticantes que são mais ligados a marcialidade vem no Poomsae a oportunidade de resgatar o Taekwondo marcial.

9 – Qual o Estado Brasileiro com os melhores atletas? E em nível mundial, qual o melhor país atualmente?

É difícil falar com exatidão, pois a maior parte dos atletas estão concentrado eixo Rio/São Paulo e a representatividade dos demais estados ainda está a desejar.
Já aqui no nordeste, Pernambuco vem sendo referência no poomsae.
O Brasil vem crescendo a cada ano na competições internacionais, mas difícil definir um país, pois tem muitos que são fortes como os Estados Unidos, México, Turquia entre outros.

10 – Quantos títulos a seleção pernambucana já conquistou? Poderia listar?

Das 6 edições do campeonato Brasileiro que aconteceu( seguindo as regras atuais), participamos de 3 e conquistamos 4 medalhas, sendo 1 de prata em 2017 em Goiás( atleta Adauto França sub-30) e 3 sendo 1 de ouro ( atleta João Melqui adulto) e 2 de bronze (atleta Luana Arruda adulto e Adauto França Sub-30) em São Paulo (CPB), temos também 2 medalhas de bronze( categoria sub-30 individual e par) do festival poomsae Brasil no Rio de janeiro em 2018 ( Adauto França sub-30).

Estamos firme e forte em busca de novos títulos.

11 – Para quem quiser começar ou tentar ser um atleta de Poomsae, quais conselhos você pode dar?

Primeiro, fale com seu professor ou mestre sobre seus interesses e depois busque meios de se capacitar ( seminários e demais atividades que possa lhe ajudar) para assim iniciar nas competições oficiais.

12 – Se alguém quiser ser arbitro de Poomsae, quais passos deve seguir? Existe alguma graduação mínima?

Primeiro estudar sobre o poomsae e suas regras, participar de seminários de poomsae e logo após participar de seminários de formação de arbitro em sua região.
Graduação mínima para participar de seminário de arbitro geralmente  é pedido a vermelha, mas indico ser mínimo ser 1 Dan.

13 – Se tiver algo que queira pontuar, fique a vontade 🙂

Acredito que devemos trabalhar em prol do crescimento e fortalecimento do Taekwondo de forma séria e ética, seguindo os juramentos e princípio do Taekwondo.
Deixa diferenças de lado, pois todos estão passiveis à erros.

14 – Poderia nos passar seus meios de contatos?

Mídias sociais ( @prof.herlanelias)
e-mail: herlankf@gmail.com
contato: 81993974214

15 – Obrigado pela entrevista!

Eu que agradeço a oportunidade e que Deus te abençoe!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar